De manhãzinha, ainda escuro

REZAR O DOMINGO PRIMEIRO DE PÁSCOA
20 DE ABRIL DE 2014

 

Evangelho segundo João 20, 1-9
No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi de manhãzinha, ainda escuro, ao sepulcro e viu a pedra retirada do sepulcro. Correu então e foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo que Jesus amava e disse-lhes: «Levaram o Senhor do sepulcro e não sabemos onde O puseram». Pedro partiu com o outro discípulo e foram ambos ao sepulcro. Corriam os dois juntos, mas o outro discípulo antecipou-se, correndo mais depressa do que Pedro, e chegou primeiro ao sepulcro. Debruçando-se, viu as ligaduras no chão, mas não entrou. Entretanto, chegou também Simão Pedro, que o seguira. Entrou no sepulcro e viu as ligaduras no chão e o sudário que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não com as ligaduras, mas enrolado à parte. Entrou também o outro discípulo que chegara primeiro ao sepulcro: viu e acreditou. Na verdade, ainda não tinham entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dos mortos.

Segunda, 14: A ESCRITURA
A Semana Santa possui uma dimensão excecional. Em sete dias, a liturgia faz-nos viver, em modo concentrado, o resto do ano: o mistério da morte e da ressurreição de Jesus, mistério no qual vivemos dia após dia. O evangelho do domingo da Ressurreição recordar-nos-á com força: Ainda não tinham entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dos mortos». O que se passa comigo, discípulo do século vinte e um? Passo o dia com a Bíblia, o livro da Escritura: na mão, nos olhos, debaixo do braço, no meu bolso… Jesus ressuscitado, que eu, através da Escritura, entenda o sentido da vida.

Terça, 15: A MULHER
Na manhã da ressurreição, é uma mulher que nos transmite uma boa nova que parecia pouco credível. Hoje, preparo-me para viver estes dias santos com Maria Madalena, a apóstola dos apóstolos. E também posso fazer memória de todas as mulheres que marcaram a minha vida, a começar pela minha mãe. Jesus ressuscitado, que eu, através das mulheres, entenda o sentido da vida.

Quarta, 16: O HOMEM
Maria Madalena correu ao encontro de Simão Pedro. Homem como todos, mas primeiro ser humano a entrar numa nova identidade ao seguir Jesus: de Simão, filho de Jonas, torna-se Pedro, isto é, elemento de construção para edificar um novo corpo que se chama Igreja. Simão Pedro é o protótipo do crente: tudo se joga na união entre um nome recebido dos homens e um nome recebido de Deus. Hoje, recordo os momentos da minha história que mais me uniram a Deus. Jesus ressuscitado, que a minha humanidade ligada à tua divindade se abra ao sentido da vida.

Fonte: Laboratório da Fé